quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Filipenses 3


EXORTAÇÃO A GUARDAR-SE CADA UM DOS OBREIROS MAUS E A CULTIVAR TODOS OS FRUTOS DO ESPÍRITO

NOSSO MOMENTO (v. 1)


1 Quanto ao mais, irmãos meus, regozijai-vos no Senhor. Não me é penoso a mim escrever-vos as mesmas coisas, e a vós vos dá segurança.

"Quanto ao mais"


Versão RC: "Resta"

Resta. O que resta de um dia, uma semana, um mês ou ano ou uma etapa da vida?
Precisamos fazer uma retrospectiva nas mais diferentes áreas de nossas vidas.

"regozijai-vos no Senhor"


O que perdemos, perdemos. Como diz o ditado popular: "Não adiante chorar o leite derramado". A tristeza das percas, decepções e frustrações não podem ser maiores que a alegria no Senhor.
Mais que lágrimas, o Senhor esta nos falando nesse texto de regozijo e gratidão. Gratidão por terminar uma etapa e alegria por começar outra. Alegre-se em Deus; você esta vivo (a) e tem oportunidade de melhorar.

"Não me é penoso"


Ou "Não se cansava".

Era diligente, mesmo se tivesse que repetir o mesmo, fazia com o mesmo entusiasmo.

"penoso" οκνεροσ okneros 


Desgosta

Versão RC: "Aborreço"
Lento, indolente, para trás.
No caso do texto, ele disse: "Não serei lento, não serei indolente, não irei para trás; mesmo se tenha que dizer as mesmas coisas para as mesmas pessoas.

"escrever-vos as mesmas coisas"


Escrever as mesmas coisas sobre a fé, doutrina, o mesmo Senhor, o mesmo Evangelho da cruz, etc.


Reafirmar nossas convicções é uma segurança para nós.

A maioria das pessoas sempre estão procurando coisas novas. E no mundo cristão, a maioria dos cristãos estão buscando coisas novas, principalmente no "World Gospel". Um novo pregador com a "última revelação do céu", a "nova unção", pergunto se a "velha" não serve mais? 
Qual a melhor proposta no mercado evangélico? 
Qual a melhor oferta de como se serve a Deus de maneira mais cômoda para o egoísmo humano? 

As pessoas estão buscando coisas novas, quando devemos seguir no mesmo caminho, na mesma fé, doutrina, no mesmo Senhor, no mesmo Evangelho da cruz.

NOSSOS CUIDADOS (v. 2, 3)

2 Acautelai-vos dos cães; acautelai-vos dos maus obreiros; acautelai-vos da falsa circuncisão.


"Acautelai-vos"


Guardai-vos:


Observe que o texto diz “guardai-vos” e não “o Senhor vos guardará”.
Entendo que temos que fazer nossa parte em estarmos atentos.

* Cães 


A diferença entre os cães e os maus obreiros é que os cães, as vezes não os vemos, mas os maus obreiros sim. Os cães estão disfarçados, mas os maus obreiros não; eles se apresentam como obreiros.


Os cães podem representar falsos mestres, pregadores ou pastores que deturpam o Evangelho de Cristo levando o rebanho à destruição.
São comparados com os lobos (João 10:12) e representam a ferocidade em arrebatar a presa para derramar sangue (Gênesis 49:27), destruição (Jeremias 5:6) e crueldade para seguirem a avareza (Ezequiel 22:27).
Se apresentam na ausência do líder ou irmãos. São cruéis e não poupam ao rebanho (Atos 20:29).
Não entraram nos céus (Apocalipse- 22:15).

Mateus 7:6
Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem.

Para os judeus, cães e porcos (Levítico 11:7) são considerados impuros.

“Não deis aos cães as coisas santas” parece ser uma alusão ao ato do sacerdote de lançar a carne do sacrifício (holocausto) para que os cães a comessem.

“deitar aos porcos as pérolas” pode ter a ver com à atitude de um homem rico que joga as “pequenas pérolas”, que tinham aparência semelhante às ervilhas e milhos, para que os porcos as comessem.

Podemos entender que o Senhor se referia às pessoas que gostam de levantar dúvidas sobre a fé cristã e da veracidade da Bíblia (“as pérolas” e “coisas santas”).

Cães e porcos podem representar os incrédulos ou zombadores do evangelho.

Por isso:

Mateus 7:15
Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.

* Maus obreiros


Maus obreiros são pessoas que se chamam a si mesmas para ocupar o ministério que Deus não os chamou.

Estão ocupando posições dentro da casa de Deus, mas por serem maus, prejudicam a obra de Deus terrivelmente.

Como saber que um obreiro é mal? Respondo com uma pergunta: Como saber que a árvore é de manga ou de laranja? Pelos frutos.

* Circuncisão = religiosidade


Sempre houve um terrível espírito religioso que perseguia a igreja. Isso não mudou em nosso tempo.

Para Jesus, a maior dificuldade em seu ministério, não foram os pecadores, não foram as doenças, limitações, dificuldades e nem mesmo os demônios; mas sim os religiosos.

A religiosidade engessa a liberdade no Espírito.
É triste ver pessoas sinceras procurando servir a Deus, mas escravas de um espírito religioso.

Assim como a circuncisão nos dias da igreja primitiva, a religiosidade em nossos dias nos dita todas as regras, o que se pode e não se pode fazer e como fazer.

A religiosidade tenta colocar Deus em uma “caixinha” e diz que Ele não pode fazer nada que esteja fora das regras estabelecidas.

3 Porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito, e nos gloriamos em Cristo Jesus, e não confiamos na carne.


"a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito"

Que o Senhor nos “guarde” da circuncisão.
Que possamos entender que em Cristo, nosso coração é circuncidado e servimos a Deus em espírito.

2 Coríntios 3:17
Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.

"nos gloriamos em Cristo Jesus, e não confiamos na carne"

Nos gloriamos em Cristo. Ele é a nossa glória; nele confiamos!
Não confiamos na força ou capacidade de nossa carne; esse é outro cuidado que temos que ter mas no Senhor (Jeremias 17:5-8).

Lembre-se que a vida no Espírito nos faz livres e nos gloriamos em Cristo e não na força do nosso braço.

NOSSOS VALORES (v. 4-8)


4 Se bem que eu poderia até confiar na carne. Se algum outro julga poder confiar na carne, ainda mais eu:

5 circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; quanto à lei fui fariseu;
6 quanto ao zelo, persegui a igreja; quanto à justiça que há na lei, fui irrepreensível.

Podíamos gloriar-me na carne pelo o que temos alcançado, mas não.


Títulos e posições são muito importantes para muitas pessoas.
Vivemos em um mundo que exige “status” onde o “ser” depende “do que você tem”. Na visão de Jesus você não precisa ter para ser; você já é.

Paulo estava acostumado com títulos e posições até o dia em que ele “caiu do cavalo” em Atos 9. Dai para a frente já não era relevante o que ele tinha conseguido na força do seu braço e não tinha mais porque se gloriar de seus diplomas.

Ele mesmo disse: “podia confiar na carne”.
Em Cristo não há melhores ou piores, não há os que são tratados com “privilégios” por desfrutarem de posições ou títulos enquanto o que simplesmente vare a rua é desprezado. Infelizmente isso tem acontecido, mas não deve acontecer.

Nosso valor como filhos de Deus, não esta em nossos diplomas, mas em quem somos em Cristo.

7 Mas o que para mim era lucro passei a considerá-lo como perda por amor de Cristo;


Perder tudo para ganhar a Cristo!


8 sim, na verdade, tenho também como perda todas as coisas pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como refugo, para que possa ganhar a Cristo,


Paulo, consciente de seu valor em Cristo, considerou tudo o que ganhou como perda e como escória para ganhar a Cristo.

Escória? Sim! Essas expressão é muito forte, mas foi exatamente o que Paulo considerou ter antes de conhecer a Cristo.

A palavra escória no grego é “skoría” e quer dizer:
1. Matérias que se separam dos metais durante a fusão ou a afinação. = FEZES
2. [Figurado]  Coisa desprezível, vil.
3. Parte considerada mais desprezível ou reles da sociedade. = CHOLDRA, GENTALHA, RALÉ

Dá para entender o valor que Cristo tinha para Paulo? Ele abriu mão de posição, status, fama, e qualquer outra coisa que uma pessoa carnal considera importante, para ganhar a Cristo; é você?

Qual valor tem Jesus em sua vida? Você abre mão de tudo para ganhar a Cristo?

NOSSO LUGAR - estar em Cristo (v. 9-11)


Paulo vem falando de nosso valor que é considerar tudo como perda para ganhar a Cristo.
Nos próximos três versículos podemos entender nosso lugar ou o lugar em que devemos estar durante toda a vida.

9 e seja achado nele, não tendo como minha justiça a que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé;

"seja achado nele"

Preciso estar nele!

Não se trata de viagens, de onde vou viver ou o que farei; preciso “ser achado nele”.
Estar em Cristo deve ser o nosso lugar em todo o tempo.

Quando as pessoas virem até você, quando você for até as pessoas, quando você agir ou falar; que achem Jesus em você.

"não tendo como minha justiça a que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo"

Estando em Jesus, não somos justificados através de nossas obras, mas pela fé em Cristo.

10 para conhecê-lo, e o poder da sua ressurreição e a e a participação dos seus sofrimentos, conformando-me a ele na sua morte,

"para conhecê-lo"

Nessa posição e justificação pela fé em Cristo, posso conhecê-lo.
Estar em Cristo, leva-me a conhecê-lo. Precisamos de conhecer ao Senhor, conhecer Seu coração, Sua vontade, Seus planos para nós. 

Gosto muito da frase que a JOCUM me ensinou: “Conhecer a Deus e fazê-lo conhecido”. Acredito que a nossa falha em fazer Deus conhecido entre as nações, deve-se ao fato de não conhecê-lo bem.

11 para ver se de algum modo posso chegar à ressurreição dentre os mortos.

Como podemos conhecer bem a Jesus, segundo o texto?

Precisamos “entender” o poder da Sua ressurreição (v. 10).
Precisamos “comunicar” ou participar em Seus sofrimentos (v. 10).
Precisamos “tornar-nos” como Ele em Sua morte morrendo para nós mesmos (v. 10).


Essas três experiências leva-nos a sermos “achados nele” (v. 9).
Dessa maneira podemos alcançar a ressurreição dentre os mortos, assim como Ele ressuscitou (v. 11).

Esse é o nosso lugar; estarmos em Cristo, sermos achados nele e conhecê-lo para fazê-lo conhecido. 


NOSSO ALVO (v. 12-14)


Quanta riqueza há na Palavra de Deus!
Quanto tempo podemos investir nesse Livro Sagrado e quantos princípios, lições e vida podemos receber das Escrituras!

Tenho compartido nesses dias sobre Filipenses 3 focando alguns aspectos:

1.      Nosso momento (v. 1)
2.      Nosso cuidado (v. 2, 3)
3.      Nosso valor (v. 4-8)
4.      Nosso lugar (v. 9-11)

12 Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas vou prosseguindo, para ver se poderei alcançar aquilo para o que fui também alcançado por Cristo Jesus.

Paulo era um homem de projetos. Ele não dava tiros ao ar para ver quais pássaros iria apanhar. Ele tinha claro onde queria chegar.
Precisamos ser pessoas definidas e seguras em Deus do que Ele tem para nós e lutar por esses projetos divinos.

Reconheço que ainda não alcancei.
Reconheço que não sou perfeito.

"Não que já a tenha alcançado"

Em sua caminhada, Paulo reconhecia que ainda não tinha alcançado seu alvo. Como é importante entender isso. Como é importante não se conformar somente com a metade do muro, mas lutar para  completar toda a obra.

Nosso alvo pode ser projetos materiais de conseguir um melhor trabalho, de construir uma casa, de crescer no ministério da igreja, etc. Mas acredito que o maior alvo que devemos ter é o de “alcançar aquilo para o que somos também presos por Cristo Jesus”, em outras palavras; lutar pelos ideais e alvos de Cristo em nossas vidas e não pelos nossos alvos usando a Cristo. Me faço entender?

"ou que seja perfeito"

Diante da realidade de ainda não ter alcançado todo o propósito de Deus para sua vida, Paulo reconhecia também suas limitações e imperfeição.

Exatamente dessa maneira (ainda não alcancei e sou limitado), arma-se o cenário para a atuação divina. Foi assim que aconteceu com Paulo e com os personagens bíblicos e é exatamente assim que acontece com você e eu quando reconhecemos essas duas verdades.

"Quando o homem chega a seu limite, Deus começa atuar com Seu ilimitado poder".  JLS

13 Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante,


O que fazemos então quando entendemos que ainda não alcançamos tudo o que Deus tem para nós e que somos limitados?
O que Paulo fez?

Uma coisa faço: 


"esquecendo-me das coisas que atrás ficam"

Como podemos esquecer as coisas que atrás ficam?
Como podemos esquecer nosso passado?
Paulo não falava de uma amnésia, mas de uma solução de situações do passado.

Não podemos esquecer o passado deixando situações abertas. Precisamos fechar bem os capítulos de nossas vidas para começar a escrever novas páginas.

Se é necessário, peça perdão ou perdoa pessoas que te feriram no passado; se necessário volte lá atrás e resolva situações que ficaram pendentes. Somente assim você poderá “esquecer as coisas que para trás ficam”.

"e avançando para as que estão adiante"

Uma vez resolvida as questões do passado, podemos avançar para as que estão diante de nós. Isso era o que Paulo fazia.

O que esta diante de você nesse momento de sua vida? Pessoalmente não tenho claro o meu futuro e nem mesmo o dia do amanhã ainda que tenho uma agenda e planos. Dependo de Deus para cada dia.

Mesmo nessa dependência divina, posso avançar para as coisas que estão diante de mim, mesmo desconhecendo-as desde que meu passado esteja resolvido. O que você pensa a respeito?

14 prossigo para o alvo pelo prêmio da vocação celestial de Deus em Cristo Jesus.

Alguns tem o orgulho de dizer que nunca erraram e a vergonha de dizer que nunca tentaram. Os que erram tentam e os que tentam, uma hora acertam. Prossiga para o alvo. JLS

Paulo nos deixa lições maravilhosas. Entendendo que ele não tinha alcançado ainda e que era limitado, ele fazia uma coisa tendo duas partes; esquecia e avançava. Nesse avançar, ele prosseguia para o alvo.

Não desista no meio do caminho, reconheça que ainda falta e que há limitações e dedique-se a fazer uma coisa; deixe seu passado bem resolvido para projetar-se para seu futuro com esperança mesmo desconhecendo-o.

Prossiga para o alvo pelo prêmio da soberana vocação (chamado) de Deus em Cristo. Esse é seu chamado para a vida, até Jesus voltar.

Só chega ao alvo quem se orienta por ele.

NOSSO SENTIMENTO E EXEMPLO (v. 15-17)


15 Pelo que todos quantos somos perfeitos tenhamos este sentimento; e, se sentis alguma coisa de modo diverso, Deus também vo-lo revelará.

"todos quantos somos perfeitos"

Se a mensagem de Paulo era exatamente de um homem que reconhecia não ser perfeito, como agora ele diz “todos quantos já somos perfeitos” onde ele se inclui; o que ele quer dizer?
A idéia original de palavra “perfeito”, quer dizer uma pessoa com maturidade.

O apóstolo entendia que escrevendo a cristãos maduros, com estrutura espiritual e emocional onde expressavam essa maturidade em suas ações e palavras. 

As vezes é difícil falar com crianças no sentido de fazê-las entender as coisas e vê-las atuando da maneira certa. Normalmente a uma criança deve-se estar corrigindo muitas vezes até que ela entenda e faça as coisas da maneira correta.

Quantos cristãos não crescem? Quantos passam anos dentro de um templo ou até sendo parte do rol de membros, mas em seus pensamentos, em suas atitudes e palavras, ainda são crianças?

A igreja de coríntios apresentou esse problema quando Paulo disse que ainda tinha que alimentá-la com leite quando já deveria estar alimentando-se de uma comida mais forte (1 Coríntios 3:1, 2).

Você é adulto ou criança em suas palavras, comentários, em como reage quando “sabe” que alguém denegriu sua “imagem, quando esta em uma situação que exige entrega de tua parte a alguém? Quantas coisas pode-se pensar?

"tenhamos este sentimento"

Versão RC: "sintamos isto mesmo"

Dentro da maturidade que Paulo esperava dos filipenses, ele escreveu que se devia ter um mesmo sentimento vendo as coisas da forma como ele escreveu nessa carta.

“A maturidade ajuda em nossa unidade mesmo havendo diversidade” JLS

Nos conflitos de relacionamento e entendimento, cristãos maduros não se separam e nem deixam outros cristãos por questões que biblicamente são “irrelevantes”.

As vezes algo que deixa uma criança triste, no adulto deve-se produzir outro sentimento devido sua maturidade.

"e, se sentis alguma coisa de modo diverso, Deus também vo-lo revelará"

Sentir a mesma coisa, mesmo reconhecendo nossa diversidade e diferenças é maturidade.
Sentir outra coisa ou ver de forma diferente algo na vida, não significa divisão mas apoio para nosso crescimento em maturidade como Corpo de Cristo.  

O texto é claro: Se vemos algo de maneira diferente que nosso irmão, “também Deus vo-lo revelará”. Na revelação de Deus através de Sua Palavra saberemos que o que vejo diferente de meu irmão é de Deus ou não.

Tenho a impressão que muitos cristãos aprenderam que unidade é uniformidade. Desculpe-me dizer que é errado esse ensino. Alguns exemplos: Tenho que vestir-me igual a todos, cortar ou não cortar o cabelo igual que todos, falar igual que todos, andar, dizer as mesmíssimas palavras que todos, etc.

Em nossos grupos de apoio, as vezes noto alguns com dificuldade de expressar seu pensamento, pois não é igual que o meu.

16 Mas, naquela medida de perfeição a que já chegamos, nela prossigamos.

Paulo tinha a maturidade de entender que os membros da igreja não pensavam em tudo da mesma maneira. Isso devido a formação de cada um onde envolve idéias próprias, formação de família, etc., etc.
Ele é esclarecido quando a essa dificuldade, mas deixa claro que em relação ao que já chegamos, ao que já entendemos juntos a respeito de regras, doutrinas e princípios da Palavra, devemos sentir o mesmo.

O que nos mantém unidos: Quando o que já alcançamos em Deus são maiores que nossas diferenças.
O que quebra a unidade: Quando as nossas diferenças são maiores do que já alcançamos em Deus.

Que haja em nós; Corpo de Cristo, o mesmo sentir (Filipenses 2:5).

17 Irmãos, sede meus imitadores, e atentai para aqueles que andam conforme o exemplo que tendes em nós;

Estamos diante da realidade de um mundo que necessita urgentemente de uma boa referência e modelo. Há uma extinção de uma liderança integra em nossa atualidade.

Pessoas estão decepcionadas com a liderança começando no lar. Pais que não cumprem seu papel e estão ausentes dos filhos; figuras de autoridades também na política, na educação, na religião que também tem decepcionado.

Para quantos filhos hoje em dia, os pais são seus heróis ou seus vilões?
Quem da crédito hoje em um político ou em um padre ou pastor? Com os escândalos, muitas pessoas generalizam e tacham a todos como sendo do mesmo “saco de batatas podres”. Que pena!

Em um mundo carente de referência, exemplos e modelos para seguir, não posso dizer que tudo esta perdido e que não há mais pessoas integras; se assim for, não posso confiar nem em mim mesmo e se você pensa assim não pode confiar nem em si mesmo (a) mais.
Acredito e sei que sempre há pessoas integras, honestas, sinceras e que ainda são modelos para uma sociedade apodrecida na vergonha de maus exemplos.

Nos dias de Paulo, não foi diferente; ele também sofria desse problema juntamente com sua sociedade. Havia uma hipocrisia quase que generalidade na religião e na política em seus dias. Podia-se contar nos dedos lideres como Gamaliel, Nicodemos ou José de Arimatéia.

"sede meus imitadores"

Imitar, referência.
Atentar para o exemplo.

Após tantos tratos de Deus na vida de Paulo, ele tinha a capacidade de poder dizer aos irmãos de Filipos que o imitassem. Ou Paulo foi uma pessoa enganada ou verdadeiramente foi um líder de referência; fico com a segunda opção ao estudar sua biografia.

Há em nossos dias líderes que podemos dizer que é possível seguir no sentido correto da palavra?

Vejo uma mudança de valores nesse sentido; quando há um líder comprometido, lutando por idéias que beneficiam vidas com a base de suas ações colocadas nos pilares da integridade e da verdade, acontece que muitos não o “imitam” e não o tomam como exemplo ou modelo a seguir ou fazer o mesmo.
De repente aparece o “salvador da pátria”, o que tem um poder de persuasão impressionante, uma oratória invejável e uma habilidade única de esconder a podridão que leva dentro e os interesses e motivações totalmente pessoais no que faz usando uma posição para adquirir o que quer. Líderes assim alcança muitas vezes milhares de seguidores que se tornam cegos como ele e vão todos juntos para um abismo de perdição.

Há ainda pessoas na política, na educação, na religião que são integras? Minha resposta é sim.
Um conselho que dou para todos: Como saber se um líder é um exemplo a seguir? Leia Mateus 7:20; lá esta a resposta.

Paulo chamava a responsabilidade para si colocando-se como referência, modelo e exemplo a seguir. O que dava a esse homem essa total segurança? O que levava um homem como Paulo dizer aos demais que podiam fazer as coisas que ele fazia e iria dar certo?

O segredo é que só temos autoridade em dizer para as pessoas nos seguirem quando nós seguimos a outros. No caso de Paulo, ele seguia e imitava a Cristo (1 Coríntios 11:1).

“Toda pessoa em autoridade esta submissa à autoridade”

Esse é o segredo; essa é a autoridade que uma pessoa tem.

Em um mundo onde cada vez mais cada um quer ser “dono de seu nariz” (quantos narizes quebrados por causa disso), e com as decepções com figuras de autoridade, muitas pessoas se tornaram “chefas” de si mesmas onde não prestam contas do que sentem, pensam ou fazem.  
Precisamos de pessoas integras para dizer às outras; sigam-me e vamos juntas chegar à solução do problema.

Cristãos imitavam a Paulo porque Paulo imitava a Cristo.

"atentai para aqueles que andam conforme o exemplo que tendes em nós"

Paulo expressa a necessidade do cuidado que os irmãos tinham que ter em observar a conduta dos demais através do modelo que ele tinha deixado.

O padrão de conduta estava claro, a referencia existia, o modelo foi ensinado e o exemplo estava diante deles. Não havia como errar; o que saia fora desses parâmetros não servia para imitar.

Quando não há um bom exemplo na família, na sociedade ou nas figuras de autoridades, então há a carência de uma referência e o resultado pode ser um caos.

Tenha cuidado! Conheça bem as pessoas, não confie na primeira. Use o tempo para ter a certeza de suas intenções.
Tenho vários exemplos no ministério de pessoas que me disseram: "Estive te observando por muito tempo antes de tomar a decisão de freqüentar essa igreja". É assim!

Acredito ainda haver pessoas que ocupam postos de autoridades sobre outras que são integras, honestas e com motivações corretas. Acredito nisso dentro do campo da política, da educação, da saúde, da economia, da religião, etc.

Ah, logo é pensar não somente na integridade da pessoa, mas em qual caminho ela aplica essa integridade. Paulo disse que o imitassem porque ele imitava a Cristo; esta claro?

É minha oração e dedicação que minha vida possa inspirar a muitos a seguir ao Senhor e posso dizer que se alguém me segue, vai chegar a Cristo.

Você pode ser um exemplo?

NOSSOS INIMIGOS (v. 18, 19)


18 porque muitos há, dos quais repetidas vezes vos disse, e agora vos digo até chorando, que são inimigos da cruz de Cristo;
19 cujo fim é a perdição; cujo deus é o ventre; e cuja glória assenta no que é vergonhoso; os quais só cuidam das coisas terrenas.

Deus é lindo! Sua obra é linda! Há tanto prazer em viver e servir a Deus, mas em meio a toda essa alegria, há também inimigos da cruz de Cristo; há também aqueles que se levantam para denegrir, caluniar, opor-se a essa alegria de viver e servir a Deus.

Paulo em sua preocupação com essa realidade, advertiu aos irmãos por muitas vezes e através dessa carta estava fazendo novamente e com lágrimas.

Esses dois versículos me lembram os versículos 2, 3 que Paulo escreveu sobre os cuidados que devemos ter com os cães, com os maus obreiros e com a circuncisão; nos versículos 18 e 19 ele alerta a igreja a respeito dos inimigos da cruz de Cristo. Os elementos dos versos 2 e 3 estão relacionados com esses inimigos também.

Não imitar a esses.
Não servem de referência para nós.
Não são exemplos a seguir.

Características dos inimigos da cruz de Cristo:

* O fim é a perdição.

Ainda que aparentemente podem ter um presente “brilhante”, o que conta é o fim e o texto deixa claro como será o fim dos inimigos da cruz de Cristo.

* O deus é o ventre.

Vivem para a satisfação da carne. Isso é horrível!

* A gloria é para confusão deles.

A versão NVI deixa o texto mais claro: “tem orgulho do que é vergonhoso”.

* Só pensam nas coisas terrenas.

Tem que dar alguma explicação? Com certeza que não.

Por que são inimigos da cruz de Cristo?
Porque a cruz fala de renuncia, de morrer para si mesmo (Lucas 9:23) e quem não esta disposto a isso, odeia a mensagem da cruz considerando-a loucura (1 Corintios 1:18, 19).

Não se envergonhe da mensagem do Evangelho que o centro é o sacrifício de Cristo na cruz (Romanos 1:16). 

Não se envergonhe da cruz de Cristo nem do Cristo da cruz diante de seus inimigos.

NOSSA ESPERANÇA (v. 20, 21)

Nosso momento (o agora), nosso cuidado, nosso valor, nosso lugar (em Cristo), nosso alvo, nosso sentimento, nosso exemplo, nossos inimigos e agora NOSSA ESPERANÇA.
A Palavra de Deus é perfeita!

Depois de todas essas verdades, falar sobre esperança é o que nos mantém em nosso momento atual tendo cuidado, valorizando as coisas de Deus estando em Cristo sempre prosseguindo para o que esta diante de nós, procurando sentir o mesmo e tendo referências boas de liderança para seguir e atentos com os inimigos da cruz de Cristo.

20 Mas a nossa pátria está nos céus, donde também aguardamos um Salvador, o Senhor Jesus Cristo,

"nossa pátria está nos céus"

Temos uma cidade nos céus! Que maravilhoso!
Com a globalização, com tantas mudanças, já começa ficar difícil de encontrar alguém que vive todo o tempo no mesmo lugar onde nasceu; ainda há, mas começa sem a minoria diante de uma massa humana que se move de um lugar a outro.

O sentimento de sermos sempre “estrangeiros” acompanha milhares mesmo dentro de seu próprio pais e a esperança de um dia voltar à sua “casa” sempre esta no coração.

Estando em Cristo, já nos tornamos cidadãos dos céus, da cidade que já está preparada para nós. Não importa em qual pais dessa terra estamos ou moramos; sempre seremos peregrinos e dentro de nós haverá sempre a viva esperança de que um dia estaremos na Nova Jerusalém com Cristo para sempre.

Pátria: cidade, cidadania, identidade, moradia.

"donde também aguardamos um Salvador, o Senhor Jesus Cristo"

Nossa esperança não esta somente na cidade que está nos céus, mas em encontrar com Jesus, nosso Senhor. Que momento esse!
Ver o Senhor face a face, estar diante dele, ouvir Sua voz de uma maneira totalmente diferente, olhar em Seus olhos; será maravilhoso!

Essa é a grande esperança da Igreja na terra! Maranata, ora vem Senhor Jesus!

21 que transformará o corpo da nossa humilhação, para ser conforme ao corpo da sua glória, segundo o seu eficaz poder de até sujeitar a si todas as coisas.

Além da cidade, o Senhor; e não podemos estar diante dele com nossas limitações humanas em nosso corpo abatido. Esse corpo abatido será transformado em um corpo glorioso.
Tudo será novo!

Amado (a) leitor (a), não sei se essa linguagem é estranha para você. Mesmo sendo posso dizer que é a verdade de Deus revelada em Sua Palavra e é para tua vida também.
Entregue a tua vida para Jesus e terás essa esperança também. Se precisar de ajuda ou tiver perguntas, estou disposto a ajudá-lo (a).

Se essa linguagem é comum para você pelo fato de já ter recebido a Jesus como teu Senhor e Salvador, quero animá-lo (a) a permanecer firme em Cristo.
A coroa de glória te espera, esta tudo preparado, estamos bem próximos desse momento; permanece firme e chegará esse grande dia para todos os que se prepararam e estaremos lá na glória desfrutando dessas maravilhas.

Essa é a nossa esperança!



JLS


Jesus é fundamental!

Clique aqui para ouvir e ser edificado (a)