quinta-feira, 23 de maio de 2013

1 Crônicas 21


DAVI NUMERA O POVO (v. 1-6)

1 Então Satanás se levantou contra Israel, e incitou Davi a numerar Israel.

Satanás fez duas coisas:

1. Levantou-se contra Israel.

Satanás sempre se levanta contra tudo o que é e vem de Deus.
Ele se levanta contra a Igreja de Cristo e todos que querem seguir a Jesus.

Nesse tempo de pos-modernidade, o propósito de Satanás é fazer com que o homem não acredite em sua existência e maldade. JLS

O inimigo quer fazer-nos pensar que nossa luta é contra as pessoas, mas na verdade é contra ele.

Efésios 6:12

2. Levantou-se contra o líder de Israel (incitou, seduziu, levou a fazer Davi a numerar o povo).

Sempre a tentativa de Satanás é derrubar o líder; fazendo assim, afetará todos os demais.

Em uma empresa, seu alvo é o chefe.
Em uma igreja; seu alvo é o pastor.
Em uma nação, seu alvo é o governo.
Em uma família, seu alvo é o marido ou o pai.

Satanás incitou a Davi
Satanás entrou em Judas Iscariotes.

Devemos fazer como Jesus fez e falou:

Mateus 16:23
Ele, porém, voltando- se, disse a Pedro:Para trás de mim, Satanás, que me serves de escândalo; porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas só as que são dos homens.

2 E disse Davi a Joabe e aos príncipes de povo: Ide, contai a Israel desde Berseba até Dã; e trazei-me a conta, para que eu saiba o número deles.

Que mal há em que o rei saiba o número de seus súditos?
Que mal há em que o pastor saiba o número de suas ovelhas?

A pergunta é: Com qual propósito Davi queria saber o número deles?
Pelo descontentamento de Joabe e Deus e posteriormente o castigo sobre o povo; a motivação de Davi não era boa - "Satanás incitou a Davi numerar Israel" (v. 1).

Provavelmente foi por soberba que ele quis contar o povo. O que se podia esperar se foi Satanás que incitou a Davi?

Provérbios 16:18
A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda. 

Quando não há problema em si na ação, mas sim na motivação; a reprovação divina é imediata. JLS

3 Então disse Joabe: O Senhor acrescente ao seu povo cem vezes tanto como ele é! Porventura, é rei meu senhor, não são teus os servos de meu senhor? Por que requer isto o meu senhor. Por que traria ele culpa sobre Israel?

Joabe percebeu que a motivação do rei não era correta.

4 Todavia a palavra de rei prevaleceu contra Joabe. Pelo que saiu Joabe, e passou por todo o Israel; depois voltou para Jerusalém.
5 E Joabe deu a Davi o resultado da numeração do povo. E era todo o Israel um milhão e cem mil homens que arrancavam da espada; e de Judá quatrocentos e setenta mil homens que arrancavam da espada.

6 Mas entre eles Joabe não contou os de Levi e Benjamim, porque a palavra do rei lhe foi abominável.

Joabe reprovou a atitude do rei, mas lhe obedeceu; ainda que não completamente.

DAVI ESCOLHE O CASTIGO (v. 7-17)

7 E este negócio desagradou a Deus, pelo que feriu Israel.

"desagradou a Deus"

Não foi só Joabe que reprovou a atitude de Davi; Deus também. É aqui que a situação complica.

"feriu Israel"

Foi Davi que pecou e Israel foi ferido?
O que fazemos pode atingir a outros?

8 Então disse Davi a Deus: Gravemente pequei em fazer tal coisa; agora porém, peço-te, tira a iniqüidade de teu servo, porque procedi mui loucamente.
9 Falou o Senhor a Gade, o vidente de Davi, dizendo:
10 Vai, e dize a Davi: Assim diz o Senhor: Três coisas te proponho; escolhe uma delas, para que eu ta faça.

Reconhecimento e arrependimento do pecado, não necessariamente nos livra da consequência que ele causou. JLS

Agora Davi tinha feito uma dívida e tinha que pagar.

11 E Gade veio a Davi, e lhe disse: Assim diz o Senhor: Escolhe o que quiseres:
12 ou três anos de fome; ou seres por três meses consumido diante de teus adversários, enquanto a espada de teus inimigos te alcance; ou que por três dias a espada do Senhor, isto é, a peste na terra, e o anjo do Senhor façam destruição por todos os termos de Israel. Vê, pois, agora que resposta hei de levar a quem me enviou.

Escolhe somente uma opção de pagamento (por causa da consequência do pecado):

1. Três anos de fome;
2. Três meses consumido diante de teus adversários; ou
3. Três dias a espada do Senhor.

Uma pessoa deve estar consciente ao assumir um compromisso financeiro. A conta vai vir e deve ser paga.
Quando o homem peca contra Deus, também tem que pagar.

Romanos 3:23

O nosso problema é que não temos como pagar a dívida do pecado.  Por e para isso veio Jesus!

"três dias a espada do Senhor"

A espada da justiça de Deus, traspassou a Jesus na cruz e Ele esteve três dias morto.

13 Então disse Davi a Gade: Estou em grande angústia; caia eu, pois, nas mãos do Senhor, porque mui grandes são as suas misericórdias; mas que eu não caia nas mãos dos homens.

"Estou em grande angústia"

Normalmente nossa angústia é o resultado de decisões erradas que tomamos. Esse foi o caso de Davi nesse texto.

"caia eu, pois, nas mãos do Senhor"

A primeira opção, seria provavelmente uma situação natural.
A segunda envolvia o homem e o mesmo é ausente de misericórdia.
A terceira era diretamente ligada a Deus.

Mesmo em sua angústia, Davi soube escolher cair nas mãos do Senhor.

Três dias na espada da mão do Senhor.
As mãos do Senhor Jesus foram traspassadas com pregos (espada do Senhor) e Seu sangue (pagamento da dívida) derramado por nossos pecados (dívida).
Por três dias Ele esteve morto e sepultado e no terceiro ressuscitou.

14 Mandou, pois, o Senhor a peste a Israel; e caíram de Israel setenta mil homens.

Pessoas podem sofrer a consequência do pecado de outras (v. 14, 17).
Davi pecou e Israel sofreu perdendo setenta mil homens; provavelmente todos soldados.

A GRAÇA DE DEUS (v. 15)

15 E Deus mandou um anjo a Jerusalém para a destruir; e, estando ele prestes a destrui-la, o Senhor olhou e se arrependeu daquele mal, e disse ao anjo destruidor: Basta; agora retira a tua mão. E o anjo do Senhor estava junto à eira de Ornã, o jebuseu.

"Deus mandou" - A ação justa de Deus.
"o Senhor olhou e se arrependeu" - Seus olhos de misericórdia.

"arrependeu"
נחמּ nacham = Estar sentido, ter pena, ter compaixão, lamentar, sofrer pesar.

"eira" - Celeiro, chão de celeiro, local de debulha.

"Ornã" ארננּ 'Ornan = "a luz foi perpetuada".

O ARREPENDIMENTO DE DAVI (v. 16, 17)

16 E Davi, levantando os olhos, viu o anjo do Senhor, que estava entre a terra e o céu, tendo na mão uma espada desembainhada estendida sobre Jerusalém. Então Davi e os anciãos, cobertos de sacos, se prostraram sobre os seus rostos.

O que Davi viu?
O que Davi fez? Arrependimento e humilhação.

17 E disse Davi a Deus: Não sou eu quem mandou que se contasse o povo? E eu mesmo sou o que pequei, e procedi muito mal; mas estas ovelhas, que fizeram? Seja tua mão, Senhor Deus meu, contra mim e contra a casa de meu pai, porem não contra o teu povo para castigá-lo com peste.

"seja tua mão, ... contra mim"

Compare com o v. 13 - as mãos do Senhor.
Davi assume a responsabilidade e a consequência de seu pecado e não quer que o povo pague por seus erros.

DAVI LEVANTA UM ALTAR NA EIRA DE ORNÃ (v. 18-27)

18 Então o anjo do Senhor ordenou a Gade que dissesse a Davi para subir e levantar um altar ao Senhor na eira de Ornã, o jebuseu.

"eira"
גרנּ goren = Celeiro, chão de celeiro, local de debulha, lugar vazio.

"levantar um altar"

Para solucionar o problema da dívida; tinha que levantar um altar; ou seja, alguém iria morrer - o inocente pelo culpado, o justo pelo injusto.

1 Pedro 3:18
Pois também Cristo morreu, uma única vez, pelos pecados, o justo pelos injustos, para conduzir- vos a Deus; morto, sim, na carne, mas vivificado no espírito,

19 Subiu, pois, Davi, conforme a palavra que Gade falara em nome do Senhor.

A obediência é consequência do arrependimento.

20 E, virando-se Ornã, viu o anjo; e seus quatro filhos, que estavam com ele, se esconderam. Ora, Ornã estava debulhando trigo.

Ornã vê o anjo do Senhor e se esconde.

21 Quando Davi se vinha chegando a Ornã, este olhou e o viu e, saindo da terra, prostrou-se diante dele com o rosto em terra.

Ornã vê a Davi e vai a seu encontro.

22 Então disse Davi a Ornã: Dá-me o lugar da eira pelo seu valor, para eu edificar nele um altar ao Senhor, para que cesse esta praga de sobre o povo.

"dá-me o lugar da eira pelo seu valor"

Ele não queria de graça.
Ele sabia que tinha que pagar um preço para o sacrifício.

O preço é nossa renuncia.
Jesus disse:

Lucas 14:27
E qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo. 

Lucas 14:33
Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo.

"edificar nele um altar ao Senhor"

Quero comprar (preço) um espaço de terra e edificar um altar (adorar).
Temos que pagar pelo espaço diante do trono de Deus - não é dinheiro; somos nós.

"para que cesse esta praga"

O morte de um inocente pelo culpado; faria cessar a praga do pecado.
Era assim que funcionava na antiguidade, no AT e também foi assim que funcionou no NT através do sacrifício de Jesus.

Lembro-me da praga de Atenas no século 6 a.C. Cessou a praga depois que levantaram um altar "ao deus desconhecido".

O sangue de Jesus (o Deus feito conhecido - João 1:14) é o único remédio para a praga do pecado.

1 João 1:7
Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado.

23 Respondeu Ornã a Davi: Toma-o para ti, e faça o rei meu senhor o que lhe parecer bem. Eis que dou os bois para holocaustos, os trilhos para lenha, e o trigo para oferta de cereais; tudo dou.

Nem sempre uma boa intenção do homem é a vontade de Deus.

A proposta de Ornã, era tentar solucionar o problema sem pagar nada.
Bem provável que não foi por maldade, mas com a intenção de honrar a Davi.

24 Mas o rei Davi disse a Ornã: Não, antes quero comprá-lo pelo seu valor; pois não tomarei para o Senhor o que é teu, nem oferecerei holocausto que não me custe nada.


Não há sacrifício sem preço.
Sacrifício sem preço não é sacrifício.

O preço de Cristo: Seu sangue (vida) derramado no altar da cruz.
Nosso preço: Renuncia do eu.

Mateus 16:24
Então, disse Jesus a seus discípulos:Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga- me.

AT era necessário o sacrifício de animais inocentes para cobrir os pecados de homens culpados.
NT foi necessário o sacrifício do inocente Cordeiro de Deus - Jesus (João 1:29) para tirar os pecados de homens culpados.

Agora, meu sacrifício é meu EU para que vejam a DEUS.

25 E Davi deu a Ornã por aquele lugar o peso de seiscentos siclos de ouro.

600 siclos (1 siclo = 12 gramas) = 7 kilos e 200 gramas de ouro foi o preço pago a Ornã.

26 Então Davi edificou ali um altar ao Senhor, e ofereceu holocaustos e ofertas pacíficas; e invocou o Senhor, o qual lhe respondeu do céu, com fogo sobre o altar de holocausto.
27 E o Senhor deu ordem ao anjo, que tomou a meter a sua espada na bainha.

Davi:

* Levantou um altar ao Senhor;
* Ofereceu holocaustos e ofertas pacíficas;
* Invocou o Senhor.

Deus:

* Respondeu do céu, com fogo sobre o altar do holocausto.
* Deu ordem ao anjo para meter sua espada na bainha.

O LUGAR DO TEMPLO (v. 28-30)

28 Nesse mesmo tempo, vendo Davi que o Senhor lhe respondera na eira de Ornã, o jebuseu, ofereceu ali os seus sacrifícios.
29 Pois o tabernáculo do Senhor que Moisés fizera no deserto, e o altar do holocausto, estavam naquele tempo no alto de Gibeão;
30 mas Davi não podia ir perante ele para consultar a Deus, porque estava atemorizado por causa da espada do anjo do Senhor.



Comentários e Notas: JLS

Bibliografia:

Strong's Numbers Bible
Presente Diário Momentos Devocionais - Radio Trans Mundial
Tempo com a Palavra - JLS

Leitura Bíblica 2018

Desde 1 de janeiro de 2018, estamos lendo a Palavra de Deus todos os dias. Hoje (15/10/18 segunda), chegamos a 288 dias de leitura; iss...