Juízes 16


SANSÃO EM GAZA


1 Sansão foi a Gaza, e viu ali uma prostituta, e entrou a ela.


"Sansão" שׂמשׂונּ Shimshown, grego σαμψων = "como o sol".

Um danita, filho de Manoá, nazireu vitalício e juiz de Israel por 20 anos.

"uma prostituta"

Não era casamento, mas uma relação sexual ilícita.
Em Juízes 14 e 15, vemos que o casamento de Sansão foi um fracasso e agora ele volta aos filisteus e se prostitui.

"Gaza" עזה `Azzah, grego γαζα = "o forte".

Uma cidade dos filisteus localizada no extremo sudoeste da Palestina, perto do Mediterrâneo.

2 E foi dito aos gazitas: Sansão entrou aqui. Cercaram-no, pois, e de emboscada à porta da cidade o esperaram toda a noite; assim ficaram quietos a noite toda, dizendo: Quando raiar o dia, matá-lo-emos.


"Sansão entrou aqui"


Quando entramos no terreno do inimigo não para vence-lo, mas buscando o que ele oferece (pecado, destruição e morte), acontece o que aconteceu aqui nesse versículo.


Passos que os gazitas deram contra Sansão, uma vez que ele estava em seu território.


1. Cercaram-no;

2. Colocaram uma emboscada à porta da cidade (na saída);
3. Esperaram toda a noite;
4. Ficaram quietos a noite toda;
5. Plano final: Em uma hora marcada tinham o plano de mata-lo.

3 Mas Sansão deitou-se até a meia-noite; então, levantando-se, pegou nas portas da entrada da cidade, com ambos os umbrais, arrancou-as juntamente com a tranca e, pondo-as sobre os ombros, levou-as até o cume do monte que está defronte de Hebrom.


Ele estava em um sério problema, mas usou um recurso dado por Deus - a força sobrenatural sobre ele.

Essa mesma idéia existe em muitos hoje; entro no terreno do inimigo e se as coisas complicarem; clamo ao Senhor e Ele me livra. Uhhh, até quando?

"deitou-se até a meia-noite"
Dormindo no terreno do inimigo.

O que Sansão fez:

Pegou nas portas da entrada da cidade, com ambos os umbrais,
arrancou-as juntamente com a tranca e,
pondo-as sobre os ombros,
levou-as até o cume do monte que está defronte de Hebrom.

Sansão era capaz de carregar uma cidade nas costas, mas não podia ter domínio próprio.

Provérbios 16:32
Melhor é o longânimo do que o valente, e o que governa o seu espírito do que o que toma uma cidade.

"Hebrom" חברונּ Chebrown = "associação".

Hebrom já pertence ao povo de Deus.
Sansão vem até a frente de Hebrom carregando nas costas um montão de coisas de Gaza.

Muitos frequentam o terreno do inimigo, acham que não acontece nada crendo que são "fortes" e vem para a Casa de Deus carregando no coração um terrível peso do mundo.

SANSÃO É TRAÍDO POR DALILA

4 Depois disto se afeiçoou a uma mulher do vale de Soreque, cujo nome era Dalila.


"Depois disto"


Bom, ele se livrou da morte por causa da força de Deus em sua vida. Mas parece que não aprendeu e gostava de andar sobre os limites do perigo.


"afeiçoou" אהב 'ahab ou אהב' aheb.


A dificuldade de Sansão era dominar suas paixões.

Sansão tinha uma força que vinha de Deus e uma fraqueza que saia dele.
O problema não estava na força divina que recebia, mas na fraqueza humana que não resolvia.

Os animais seguem seus instintos, mas o homem deveria seguir a razão e o propósito de Deus para si.
É possível sobrepor-se ao instinto e paixão, quando os submetemos à razão e propósito. 

Gostar, amar, encantar.
Amor entre pessoas (ser humano, amigos, família). 
Amor sexual.
Desejo humano por coisas tais como alimento, bebida, sono, sabedoria.
Amor de Deus pelo homem,
Amor humano por ou para Deus, 
Amantes (figura de adúlteros)

O sentimento de afeiçoar-se é bom, mas onde coloca-se essa afeição será determinante. 


Devemos perguntar a Deus se o que sentimos vem dele.

"uma mulher do vale de Soreque"

שׁורק Sowreq = "vinhas selecionadas".
Um riacho seco na Palestina junto ao qual vivia Dalila.

"Dalila"

Essa é a terceira mulher que Sansão se relaciona.

דלילה D@liylah = "delicada, fraca".
Ela foi o instrumento de fraqueza de Sansão (que representava a força de Deus).

5 Então os chefes dos filisteus subiram a ter com ela, e lhe disseram: Persuade-o, e vê em que consiste a sua grande força, e como poderemos prevalecer contra ele e amarrá-lo, para assim o afligirmos; e te daremos, cada um de nós, mil e cem moedas de prata.

"Persuade-o" 

פתה pathah = abrir, seduzir, enganar.

"vê em que consiste a sua grande força"

De onde vinha a força de Sansão?
De onde vem a nossa força?

Por que o inimigo quer descobrir a fonte de sua força?

"e como poderemos prevalecer contra ele e amarrá-lo, para assim o afligirmos"

O propósito de descobrir a fonte de sua força, era para:

1. Prevalecer

יכל yakol ou (forma mais completa) יכול yakowl uma raiz primitiva = vencer, ter poder, ser capaz de vencer ou realizar, ser capaz de resistir, ser capaz de alcançar, prevalecer sobre ou contra, ser vitorioso, ter habilidade, ter força sobre.

2. Amarrar

אסר 'acar = atar, prender, arrear, ser aprisionado, agrilhoado.

3. Afligir

ענה `anah = menosprezar ou intimidar, estar ocupado, estar atarefado com, oprimir, humilhar, ser curvado, ser abaixado, tornar-se baixo, estar abatido, ser afligido, maltratar, enfraquecer-se.

"e te daremos, cada um de nós, mil e cem moedas de prata"

Quantos eram? O texto diz "cada um". 
1.110 moedas de prata = 300 kilos de prata.

PRIMEIRO TESTE

6 Disse, pois, Dalila a Sansão: Declara-me, peço-te, em que consiste a tua grande força, e com que poderias ser amarrado para te poderem afligir.
7 Respondeu-lhe Sansão: Se me amarrassem com sete cordas de nervos, ainda não secados, então me tornaria fraco, e seria como qualquer outro homem.
8 Então os chefes dos filisteus trouxeram a Dalila sete cordas de nervos, ainda não secados, com as quais ela o amarrou.
9 Ora, tinha ela em casa uns espias sentados na câmara interior. Então ela disse: Os filisteus vêm sobre ti, Sansão! E ele quebrou as cordas de nervos, como se quebra o fio da estopa ao lhe chegar o fogo. Assim não se soube em que consistia a sua força.

SEGUNDO TESTE

10 Disse, pois, Dalila a Sansão: Eis que zombaste de mim, e me disseste mentiras; declara-me agora com que poderia ser a amarrado.
11 Respondeu-lhe ele: Se me amarrassem fortemente com cordas novas, que nunca tivessem sido usadas, então me tornaria fraco, e seria como qualquer outro homem.
12 Então Dalila tomou cordas novas, e o amarrou com elas, e disse-lhe: Os filisteus vêm sobre ti, Sansão! E os espias estavam sentados na câmara interior. Porém ele as quebrou de seus braços como a um fio.

TERCEIRO TESTE

13 Disse Dalila a Sansão: Até agora zombaste de mim, e me disseste mentiras; declara-me pois, agora, com que poderia ser amarrado. E ele lhe disse: Se teceres as sete tranças da minha cabeça com os liços da teia.
14 Assim ela as fixou com o torno de tear, e disse-lhe: Os filisteus vêm sobre ti, Sansão! Então ele despertou do seu sono, e arrancou o torno do tear, juntamente com os liços da teia.

FASE FINAL

15 Disse-lhe ela: como podes dizer: Eu te amo! não estando comigo o teu coração? Já três vezes zombaste de mim, e ainda não me declaraste em que consiste a tua força.
16 E sucedeu que, importunando-o ela todos os dias com as suas palavras, e molestando-o, a alma dele se angustiou até a morte.
17 E descobriu-lhe todo o seu coração, e disse-lhe: Nunca passou navalha pela minha cabeça, porque sou nazireu de Deus desde o ventre de minha mãe; se viesse a ser rapado, ir-se-ia de mim a minha força, e me tornaria fraco, e seria como qualquer outro homem.

18 Vendo Dalila que ele lhe descobrira todo o seu coração, mandou chamar os chefes dos filisteus, dizendo: Subi ainda esta vez, porque agora me descobriu ele todo o seu coração. E os chefes dos filisteus subiram a ter com ela, trazendo o dinheiro nas mãos.
19 Então ela o fez dormir sobre os seus joelhos, e mandou chamar um homem para lhe rapar as sete tranças de sua cabeça. Depois começou a afligi-lo, e a sua força se lhe foi.
20 E disse ela: Os filisteus vêm sobre ti, Sansão! Despertando ele do seu sono, disse: Sairei, como das outras vezes, e me livrarei. Pois ele não sabia que o Senhor se tinha retirado dele.
21 Então os filisteus pegaram nele, arrancaram-lhe os olhos e, tendo-o levado a Gaza, amarraram-no com duas cadeias de bronze; e girava moinho no cárcere.

Efraim e Sansão se pareceram bastante.

Oséias 7:8-10
8 Efraim com os povos se mistura; Efraim é um bolo que não foi virado. 
9 Estrangeiros lhe devoraram a força, e ele não o sabe; também as cãs se espalharam sobre ele, e não o sabe. 
10 E a soberba de Israel testificará em sua face; todavia, não voltarão para o SENHOR, seu Deus, nem o buscarão em tudo isso.

22 Todavia o cabelo da sua cabeça, logo que foi rapado, começou a crescer de novo:

A MORTE DE SANSÃO


23 Então os chefes dos filisteus se ajuntaram para oferecer um grande sacrifício ao seu deus Dagom, e para se regozijar; pois diziam: Nosso deus nos entregou nas mãos a Sansão, nosso inimigo.

24 semelhantemente o povo, vendo-o, louvava ao seu deus, dizendo: Nosso Deus nos entregou nas mãos o nosso inimigo, aquele que destruía a nossa terra, e multiplicava os nossos mortos.
25 E sucedeu que, alegrando-se o seu coração, disseram: Mandai vir Sansão, para que brinque diante de nós. Mandaram, pois, vir do cárcere Sansão, que brincava diante deles; e fizeram-no estar em pé entre as colunas.
26 Disse Sansão ao moço que lhe segurava a mão: Deixa-me apalpar as colunas em que se sustém a casa, para que me encoste a elas.
27 Ora, a casa estava cheia de homens e mulheres; e também ali estavam todos os chefes dos filisteus, e sobre o telhado havia cerca de três mil homens e mulheres, que estavam vendo Sansão brincar.
28 Então Sansão clamou ao Senhor, e disse: ó Senhor Deus! lembra-te de mim, e fortalece-me agora só esta vez, ó Deus, para que duma só vez me vingue dos filisteus pelos meus dois olhos.
29 Abraçou-se, pois, Sansão com as duas colunas do meio, em que se sustinha a casa, arrimando-se numa com a mão direita, e na outra com a esquerda.
30 E bradando: Morra eu com os filisteus! inclinou-se com toda a sua força, e a casa caiu sobre os chefes e sobre todo o povo que nela havia. Assim foram mais os que matou ao morrer, do que os que matara em vida.
31 Então desceram os seus irmãos e toda a casa de seu pai e, tomando-o, o levaram e o sepultaram, entre Zorá e Estaol, no sepulcro de Manoá, seu pai. Ele havia julgado a Israel vinte anos.

Postagens mais visitadas deste blog

Jesus é ungido em Betânia

2 Reis 7

Filipenses 3